Câmara Municipal

MORRO AGUDO-SP

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA
8 AS 11H E 13 AS 17H

Get Adobe Flash player
Vereadores

Legislatura: 5ª | Período: 01/01/1964 - 18/02/1965

Prefeito: João Guarnieri | Vice-Prefeito: Benedito Pereira de Oliveira

: José Oliveira Fabrino

 

Digite seu nome.


Digite seu email.


Digite o assunto.


Digite sua Mensagem.





José Oliveira Fabrino, nasceu em 08 de Janeiro de 1.895, em Carmo do Rio Claro, Estado de Minas Gerais, filho de Randolfo Augusto de Oliveira Fabrino e de Helena Bernardino de Carvalho Vilela, casou–se com Maria Luiza Leite (Marocas) em Novembro de 1.933, de cuja união sobreveio o nascimento de dez ( 10 ) filhos. Em 1934, foi nomeado pela Secretaria da Agricultura do Estado de Minas Gerais, correspondente informante no Município de Carmo do Rio Claro. Teve participação ativa na fundação do Banco Mineiro de Café e Banco Mineiro de Produção. Em 1947, veio conhecer a região de Morro Agudo, a fim de visitar seu primo José Bento de Carvalho Dias e gostando da região e influenciado por ele, adquiriu uma fazenda de 900 alqueires de propriedade do Sr. Alcênio. Em 1948, mudou-se para a Fazenda São Francisco, neste Município. Trouxe gado, carneiros e outros animais, mais dois carros de boi. Ao passar por Batatais, Sales de Oliveira e Morro Agudo, despertavam a curiosidade das pessoas devido ao meio de transporte usado. A viagem durou cerca de quinze dias. Quando chegou teve muitas dificuldades, principalmente por não conhecer a região, ficando praticamente dois anos somente em estudos da mesma. Em 1951, com a experiência local adquirida, começou a trabalhar com afinco. Nesta época, trouxe com pioneirismo a energia elétrica. A região não possuía estradas para se locomover, pois a prefeitura não tinha recursos, mas ele não desanimou. Morro Agudo, não possuía água, esgoto, calçamento, tendo um comércio relativamente bom para a época. Sua grande preocupação, era o problema de comunicação rodoviária, telefônica e outras, pois as estradas eram precárias e sem condições de tráfego, eram trilhas feitas por carrinhos de animal, embora a topografia fosse plana e as estradas cheias de curvas, sendo que para trafegar era necessário ir desviando das árvores. Em 1951, aproveitando a visita de seu irmão Antônio Fabrino, que tinha vindo de avião, fez a demarcação da estrada que liga Santo Inácio a Lagoa das Vacas. Com o avião sobrevoando a certa altura, onde enxergava a Fazenda Santo Inácio, tomou alguns pontos de referência para demarcar a estrada. Em 1.952, com recursos próprios, começou a desmatar e limpar os cerrados. A estrada fora aberta com trator de esteira com a ajuda de seu filho José Antônio e um tratorista. Depois de aberta, fora arada, catadas as raízes e gradeada. Finalmente, a Prefeitura Municipal de Morro Agudo, adquiriu uma plaina (que hoje se encontra exposta no canteiro da avenida Mariano Volpon) que lhe fora emprestada, para fazer o nivelamento da mesma. Nesta época, o Sr. José Fabrino, como também era conhecido, adquiriu um trator de esteira e começou a desmatar os cerrados, para o plantio de lavoura na região. Montou com pioneirismo o primeiro armazém, escola, serraria e até construiu um local, onde o Sr. Alceu montou a primeira farmácia, a qual dava assistência para toda a região. Posteriormente vendo sua vontade de trabalhar, fora convidado por políticos, a ser candidato a Vereador. Na Prefeitura Municipal de Morro Agudo, fora Vereador por dois mandatos. Fora filiado a UDN (União Democrática Nacional), tendo presidido o Diretório local. Em 1967, fora Presidente da Câmara Municipal de Morro Agudo. Deixou a fazenda, por estar com idade avançada, necessitando residir em Ribeirão Preto. Faleceu em 1991, com a idade de 96 anos. .