Câmara Municipal

MORRO AGUDO-SP

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA
8 AS 11H E 13 AS 17H

Get Adobe Flash player


Foto Aérea de Morro Agudo

 

    Por volta de 1.860, devido a queda do café, no Rio de Janeiro, o movimento migratório em direção ao estado de São Paulo, crescer a olhos vistos. Os migrantes vinham atraídos pelas terras e pela abundância das águas existentes. Os irmãos Plácido Parreira Lima e Anacleto Parreira Lima, afim de construir o patrimônio para a edificação da Capela, doaram ao município 80 (oitenta) alqueires de terra na data de 11/12/1851. Nascido o povoado, este foi elevado a categoria de freguesia por força da Lei Provincial nº 28 de 10 de março de 1.885.

    O desenvolvimento pelo qual passava a freguesia fez com que, as autoridades, a elevassem a categoria de Distrito, o que deu-se em 24 de julho de 1894, por força da lei Estadual n.º 302, com o nome de São José do Morro Agudo, sendo referido distrito incorporado ao Município Espírito Santo de Batatais, hoje Batatais.

Posteriormente fora desmembrado do Município de Batatais, pertencendo a Nuporanga e a Orlândia. Finalmente fora elevado a categoria de Município através do Decreto-Lei n.º 6.638 de 31 de Agosto de 1934, havendo a solene instalação em 06 de Janeiro de 1.935.

     Dentre os acontecimentos históricos marcantes, destacam-se a instalação do 1º Cartório de registro civil em 1895, por ocasião da criação do Distrito de Paz e a tomada de posse do primeiro Prefeito do Município, Sr. Milton Pereira Viana, nomeado pelo ato de 05 de Novembro de 1.934, pelo então interventor Federal do Estado de São Paulo, Dr. Armando Salles de Oliveira. A inauguração do foro distrital ocorreu em 29 de junho de 1984, a inauguração do novo prédio ocorreu em 25 de outubro de 2003 e a instalação da comarca de Morro Agudo ocorreu em 24 de agosto de 2006.

    A denominação de "Morro Agudo" deve-se ao fato da sede do Município estar próxima a uma elevação única e saliente, conhecida por Morro do Agudo.

    Morro Agudo, é o 10º Município em extensão territorial, do Estado de São Paulo, totalizando 1.388 KM², que correspondem a 0,0005527% da área do Estado. Sua terra fértil e muito propícia a agricultura, associada a uma condição geográfica muito favorável faz do Município grande produtor de grãos, em especial a soja e o milho.

    A partir dos anos 70, com a implantação do Programa Pro-álcool, grande parte de suas terras foram destinadas ao plantio da cana-de-açúcar, estando instaladas em seu município duas grandes Usinas: Companhia Açucareira Vale do Rosário e Usina de Açúcar e Álcool MB.

   Através de pesquisa realizada pela Equipe Técnica do CEPAM - Fundação Prefeito Faria Lima de outubro de 2007 a fevereiro de 2008, segue a tabela com os 10 maiores municípios do Estado de São Paulo.

 

Posição Município Área/Km²
Iguape 1964
Itapeva 1889
Itapetininga 1767
Eldorado 1712
Capão Bonito 1619
Rancharia 1616
Barretos 1570
São Paulo 1509
Botucatu 1496
10° MORRO AGUDO 1372

 

DADOS COMPLEMENTARES SOBRE O MUNICÍPIO DE MORRO AGUDO/SP.
Aniversário do Município 6 de janeiro
Área/km² 1388

Eleitores

(TSE)

20.507
População 31.923 (FONTE IBGE 2016)
IDH* 0,770
Ranking IDH 418
Região Administrativa Franca
UGRHI* 4, 12

 

 

*O QUE É IDH?


    O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa de riqueza, alfabetização, educação, esperança de vida, natalidade e outros fatores para os diversos países do mundo. É uma maneira , padronizada de avaliação e medida do bem-estar de uma população, especialmente bem-estar infantil. O índice foi desenvolvido em 1990 pelo economista paquistanês Mahbub Ul Hag, e vem sendo usado desde 1993 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em seu relatório anual. Todo ano, os países membros da ONU (Organização das Nações Unidas) são classificados de acordo com essas medidas e isso também é levado em consideração na medição do IDH dos municípios.

    O IDH varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, melhor é o IDH do município.

 

*O QUE É UGRHI?

 

    UGRHI são as Unidades Hidrográficas de Gerenciamento de Recursos Hídricos, Morro Agudo devido a sua grande extensão territorial faz parte das Unidades Hidrográficas UGRHI-12 e UGRHI-4 que seguem abaixo relacionadas com suas respectivas características e municípios.

 

  Bacia - Baixo Pardo/Grande - (UGRHI-12)

   A bacia do Baixo Pardo/Grande, UGRHI-12, abrange os municípios de Colômbia, Barretos, Jaborandi, Terra Roxa, e Viradouro com suas áreas totalmente dentro desta URGHI; Barretos com pequena parte de sua área também na UGRHI-15, seguido por Colina, Bebedouro e Monte Azul Paulista que possuem apenas uma pequena parte na URGHI-15. Morro Agudo e Orlândia possuem a maior parte de sua área na UGRHI-12 e pequena parte do município Sales Oliveira e o restante deles na UGRHI- 4.

    Orlândia, São Joaquim da Barra, Ipuã, Guaíra e Nuporanga ainda tem o município dividido com a UGRHI-08. E os municípios de Taquaral, Pitangueiras possuem pequena parte na UGRHI-12, mas grande parte na UGRHI-09.

    Bacia – Pardo - (UGRHI-4)

    A bacia do Baixo Pardo envolve os municípios de Sales Oliveira, Orlândia e Morro Agudo também pertencentes à URGHI-12; os municípios de Pontal, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Cravinhos, São Simão e Santa Rosa do Viterbo dividem suas áreas com a UGRHI-9; Batatais, Altinópolis, Santo Antonio da Alegria e Cássia dos Coqueiros também possuem parte de sua área na URGHI-08; Sales Oliveira, Orlândia e Morro Agudo têm parte de suas áreas na URGHI-12; e finalmente, Cajuru, Santa Cruz da Esperança, Serra Azul, Serrana, Brodowsky e Jardinópolis com suas áreas totalmente dentro da URGHI- Pardo.

    Fonte: http://www.abagrp.cnpm.embrapa.br/areas/hidrografia.htm

 

Fonte: Jornal Folha de São Paulo - ribeirão

Quinta-feira, 26 de junho de 2008 - página C4

 

Cidade tem canavial em 79% da área.

MORRO AGUDO PRODUZ CANA-DE-AÇÚCAR EM ÁREA EQUIVALENTE A 132 MIL MARACANÃS

Superintendente de agência de águas  diz que intensa produção não preocupa porque a região tem alta pluviosidade.

 

    Maior produtor em área total da região de Ribeirão Preto, Morro Agudo, de acordo com o estudo apresentado em evento da ANA (Agência Nacional de Águas), ocupou 79% de seu território em 1.388 km² com cana na safra 2007/2008. A área de cana plantada no município equivale a 132 mil campos de futebol como o do Maracanã, que tem 8.250 m².

    Morro Agudo, que tem a segunda maior extensão territorial da região, atrás somente de Barretos, é favorecido pela topografia plana e tem duas usinas de açúcar e álcool.

    "A intensa produção ou a alta proporção em relação á área total não preocupam, porque a plantação [na região] não é de irrigação intensiva. A região tem pluviosidade boa e, em São Paulo, a tecnologia é mais avançada, com mais reuso da água e economia da lavagem", afirmou o superintendente-adjunto de usos múltiplosda ANA, Manfredo Cardoso.

    A ANA, de acordo com o superintendente, tem se preocupado com o Estado de Goiás. "Merece atenção, porque é mais novo [no setor sucroalcooleiro]. A falta de água pode inviabilizar um negócio. Se você é investidor, antes de fazer qualquer investimento precisa saber realmente em que terreno está pisando, se a água é pouca para o empreendimento. Não é uma integração fácil, mas é o caminho que buscamos", disse. Embora a região administrativa de Franca seja a maior produtora de cana do estado, a microrregião de Franca tem sete das dez localidades que menos produzem cana. "A topografia não facilita a entrada da cana em Franca, porque impede a mecanização da colheita. Além disso, o café remunera, não é uma atividade ruim. Hoje, a cana paga R$ 35,00 a tonelada, o que não é como antes [chegou a R$ 50,00]", disse Sérgio Prado, diretor regional da UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar).

 

A ÁREA PLANTADA DE CANA NA REGIÃO DE RIBEIRÃO.

Região tem quatro municípios com mais de 80% da área ocupada com cana.

 

AS LÍDERES NO ESTADO EM OCUPAÇÃO

CIDADE ÁREA DO MUNICÍPIO (KM²) ÁREA DE CANA (KM²) QUANTO DA ÁREA A CANA OCUPA (%)

São Joaquim da Barra

324

294

91

Dumont

102

91

90

Guariba

264

226

86

Igaraçu do Tietê*

90

74

83

Dobrada

154

125

81

(*) única que não é da região de Ribeirão Preto

 

NA REGIÃO DE RIBEIRÃO PRETO

CIDADE ÁREA TOTAL (KM²) ÁREA COM CANA (KM²) QUANTO DA ÁREA A CANA OCUPA (%)
Morro Agudo 1.388 1.089 79
Jaboticabal 704 550 78
Barretos 1.570 527 34
Batatais 838 469 56
Guaíra 1.241 458 37
Araraquara 1.011 444 44
Olímpia 812 337 42
Jardinópolis 504 336 67
São Carlos 1.132 335 30
Pitangueiras 440 333 76
Ribeirão Preto 642 324 50
Ituverava 746 308 41
Bebedouro 674 295 44
São Joaquim da Barra 324 294 91
Sertãozinho 405 291 72
Ipuã 564 291 52
Pontal 380 288 76
Luiz Antônio 611 279 46
Taquaritinga 582 278 48

Miguelópolis

800

278

35

Fonte: ANA (Agência Nacional de Águas)